"Desafios da escrita"

JAÍRA RUAS. Professora de Português e Literatura e revisora estilística.


  

 

 

clique na figura para ver o vídeo com Mercedes Fernandes
 

O vestido florido nos olhos de Aparecido (Jonas Ribeiro, Ilustr Marco Antonio Godoy. Cortez Editora)

         
 

Texto de uma expressividade forte o suficiente para atingir o plano da arte, à medida que, ao traduzir intensamente um amor simples e ingênuo entre duas pessoas cujas idades, na visão do mundo, impedem a sensação vibrante do amor entre um homem e uma mulher, sensibiliza quem lê pela capacidade apelativa dos elementos que evoca: “... no momento em que estava inventando o vestido você estava colhendo a estampa do nosso encontro”.

O autor utiliza com muita propriedade as possibilidades que a língua portuguesa lhe oferece para traduzir suas emoções. Através de recursos variados, algumas vezes transgressores da linguagem, os sentidos se misturam, viajam num espaço atemporal, onde o real e o imaginário juntam-se num só momento: ”Aurora chega vestindo um sorriso encantador e um vestido florido”; “-E eu ouvi o canto dos vestidos e escolhi o que cantou mais colorido”.

Transita entre a substância das palavras e a ação que expressam: “esquece a briga que pretende brigar”; entre a sonoridade e a personificação: “Ouvi o canto dos vestidos e escolhi o que cantou mais colorido”.

O “feio” das pessoas é transfigurado, vira brinquedo: “quando a vizinha disse que ela não tinha mais idade para namorar e usar roupas estampadas, ficou magoada. Pegou toda a mágoa colocou-a dentro de um balão e o soltou. A mágoa e o balão voaram para bem longe”.

O texto registra fantasias, sereias, peixes no aquário, infância, parque de diversões, lembranças dos pais ao ouvir a Ave-Maria, passeios na praça, todo o universo de todas as idades, através de palavras e ilustrações iluminadas e floridas. O som, a luz, as cores, o cheiro representados pela linguagem verbal e ilustrativa permitem-nos classificá-lo como um texto eminentemente sensorial, onde os sentidos conduzem à emoção.

Enfim, ”Aurora com vestido florido, Aparecido com os olhos refletindo as flores do vestido dela reinventaram muitas manhãs, tardes e noites estreladas“ e mostraram que “sempre é tempo para amar”.

09/02/2015