40º Encontro (02/11/2014)

40º Encontro (02/11/2014)

 

A Ciranda da Alice: brinquedos e brincadeiras (Neide Graça) Ilustr Ricardo Goulart. Ed. Muiraquitã. "Alice e sua família se mudam da cidade para o campo, a vida começa a dar voltas: o mundo prático da vida urbana dá espaço a uma nova realidade rural das coisas simples, das tradições mais orais, e a busca por uma memória do passado onde as brincadeiras de criança dialogavam com a natureza campestre, árvores, galhos, rios e a real convivência com a flora e a fauna local. O que acho incrível nesta obra é o resgate das brincadeiras e brinquedos que permitiam que a imaginação fosse usada com criatividade e muita vitalidade. As cantigas de roda, o rico cancioneiro folclórico é divulgado ricamente no texto com dinâmica e graça. É encantador perceber que a “A Ciranda de Alice” nos revela em suas aventuras a verdadeira e inevitável ciranda da vida." (Mercedes Fernandes)

 

"Como ficará a vida de Alice, Edu e Maria, quando a família repentinamente, precisa mudar-se para um local afastado?  Como sobreviverão sem a facilidade tecnológica do dia a dia? Quais alternativas criarão para se adaptarem à situação? Crianças tem sabedoria e criatividade. Elas brincam de transformar a vida da família com o que conhecem melhor: brinquedos e brincadeiras, que são uma grande oportunidade das crianças visitarem o passado, os adultos viajarem nas lembranças e juntos criarem um mundo aprendiz. Com a confecção dos brinquedos as mãos das crianças criam uma ciranda invisível de sentimentos compartilhados. A brincadeira, por sua vez, alimenta a imagnação e fantasia delas. Convido-os - adultos e crianças - a completar a roda e fazer parte a Ciranda da Alice". (Neide Graça)