Voltar

"de 8 a 80"

"o mesmo livro de literatura infantojuvenil é utilizado nas oficinas com as crianças e os idosos. O interesse de ambos passam pela curisosidade das crianças e as lembranças dos idosos. Mas em ambos os casos sempre é uma atividade muito interessante e com uma participação muito grande e cheia de interesse entre os participantes."
 
Clique no título do livro e terá acesso aos registro das atividades: 
 
  • Como pode um pinguim no polo norte?
  • Vejam os vídeos: aqui as crianças da Casa Verde  e aqui os idosos da Casa Convívio dos Anawin. 

"Uma deliciosa história que traz as aventuras da pinguim Nina, da foca Frida e do urso mais feroz das redondezas geladas, o Hugo. Com as crianças muita festa, bagunça e muitos palpites sobre os três. Já com os idosos rendeu bom papo, muitas lembranças e experiências. Vejam os vídeos: aqui as crianças da Casa Verde  e aqui os idosos da Casa Convívio dos Anawin. 

"A fada da história de Alessandra Roscoe brinca não só com o mundo infantil mas recupera as lembranças de quem já viveu no tempo a parte boa, lúdica, das histórias que faz parte e acompanha nossa vida. As fotos das crianças e dos idosos dão uma bela ideia desses dois mundos" (Neide Graça)

“Brinca com os sons e traz possibilidades criativas e lúdicas que torna a leitura para as crianças bem pequenas um grande prazer. Mas o jeito atrapalhado do cozinheiro também conquista os idosos. As ilustrações bem-humoradas os remetem às suas primeiras aventuras na cozinha.” (Neide Graça)

"Borbofante: ... a história de uma improvável amizade alinhavando sentimentos e reunindo públicos de todas as idades.” (Neide Graça)

"A história de crianças de várias épocas atravessa o interesse e a curiosidade da criança e do idoso.  O texto é delicioso tanto para a memória dos idosos quanto para a descoberta de significados novos de palavras de outras épocas para as crianças. Para ambos foi uma bela oportunidade de falar do tempo nosso de cada dia e suas possibilidades" (Neide Graça) 

"Cada qual com sua história, vivendo sonhos próprios da idade.

Uns de mãos dadas com o futuro e outros companheiros de um passado.

Em comum os olhos de enxergar os sonhos.

As rugas não impedem a visita ao mundo dos sonhos, e o fazem de mãos dadas, até mesmo com alguma ingenuidade dos pequenos.

Com que bicho você se parece? pergunta a dona da história. E a resposta surge sem preconceitos, com humor, ternura e criatividade, recheada de histórias pessoais, vividas e inventadas com olhos e ouvidos da imaginação.

As belas imagens fazem cócegas nas histórias adormecidas de uns e outros.

Quem acha que o infantil não pode revisitar o adulto anda perdendo um mundo delicioso de se visitar.

Este livro fez parte lindamente dessa travessia. Convido-os a participar desse mundo!"